O primeiro contato com desenvolvimento infantil atípico: suspeita de TEA – Transtorno do Espectro do Autismo

Quando começamos a suspeitar do desenvolvimento atípico de meu filho Luccas (há 20 anos) partimos para uma intensa pesquisa em busca de diagnóstico. Luccas aos 2 anos ainda andava com dificuldade e aos 4 anos não tinha adquirido linguagem funcional. Para contextualizar a situação, lembro que no início dos anos 2.000 a internet estava “engatinhando”Continuar lendo “O primeiro contato com desenvolvimento infantil atípico: suspeita de TEA – Transtorno do Espectro do Autismo”

Meu filho e seu desenvolvimento atípico

Luccas iniciou sua vida escolar aos 2 anos – passado o período de adaptação, fui chamada pela Coordenadora Pedagógica da educação infantil para conversar à respeito de seu desenvolvimento. Ela fazia perguntas como: por que aos 2 anos ele ainda não anda? Já pesquisou à respeito? E quanto a fala? Qual a opinião do pediatra?Continuar lendo “Meu filho e seu desenvolvimento atípico”

Meu filho precisa de um mediador escolar?

Afinal, o que faz um mediador escolar? O Mediador Escolar, como o próprio nome diz, atua em ambiente escolar com enfoque pedagógico (formação – Pedagogia e/ou Psicologia – especialização em Psicopedagogia ou Educação Especial). Diferentemente da proposta do Acompanhante Terapêutico/AT e do Auxiliar de Educação Especial/AEE a função do mediador escolar é bastante específica. Mas,Continuar lendo “Meu filho precisa de um mediador escolar?”

Vamos falar sobre estimulação precoce?

Os primeiros meses de vida até os dois anos de idade – etapa popularmente conhecida como “primeira infância” – são de extrema importância para toda a trajetória de crescimento da criança. É nesta fase que elas experienciam o mundo, adquirem repertório e formam as bases neurológicas necessárias às demais etapas de seu desenvolvimento. Receber estímulosContinuar lendo “Vamos falar sobre estimulação precoce?”

Tenho um filho com desenvolvimento atípico. E agora?

A chegada de uma criança com necessidades especiais em uma família altera o curso de vida de todos os envolvidos. Com o impacto da constatação de que algo em seu desenvolvimento está fora dos padrões típicos, surge a necessidade – primeiramente dos pais e familiares obter informações para aprender a lidar com as limitações eContinuar lendo “Tenho um filho com desenvolvimento atípico. E agora?”